Estudos de Drenagem Ácida de Mina

Estudos de Drenagem Ácida de Mina

A drenagem ácida de mina (DAM) é formada pela oxidação natural de minerais de sulfeto quando expostos ao ar e água. Ao mesmo tempo podem ocorrer reações na interface dos minerais que podem gerar alcalinidade em solução. Atividades que envolvem a escavação de rochas que possuem minerais sulfetados, como a mineração, acelera o processo de oxidação desses sulfetos, pois tais atividades aumentam a exposição desses minerais ao intemperismo e a microorganismos (Figura 2-1).

 

 

 

 A solução proveniente da oxidação de sulfetos pode gerar uma faixa de pH ácido, neutro ou alcalino e essa faixa de pH é utilizada para a classificação do tipo de drenagem proveniente dessa reação química. O gráfico de acompanhamento ilustra os vários tipos de drenagem (Figura 2-2).

 

 

A formação DAM é difícil de ser estabilizada uma vez iniciada, pois trata-se de um processo que ocorre (e pode ser até mesmo acelerado) até que um dos reagentes (minerais de sulfeto, oxigênio, água) sejam esgotados ou não estejam mais disponível para a reação. Em regiões de clima temperado ou tropical, com chuvas intensas, grandes volumes de DAM podem ser produzidos e exigindo a instalação de estações de tratamento e obras civis (por exemplo, capeamento de resíduos de minas, dentro outras medidas).

A Drenagem Ácida de Mina é o maior potencial de contaminação dos recursos hídricos de uma determinada mineração ou projeto de mina.

A adequada caracterização dos resíduos da mineração, a previsão da qualidade de drenagem e o manejo de resíduos de minas podem ser evitados na maioria dos casos, e minimizar em todos os casos, a formação de DAM. No entanto prevenção da DAM deve começar na exploração mineral e continuar durante todo o ciclo de vida da mina. A indústria mineira reconhece que o planejamento e gestão DAM de forma contínua é imprescindível para a prevenção dos recursos hídricos locais.

Quer contratar este serviço? Entre em contato conosco!

Clique Aqui e Fale Conosco